sexta-feira, 19 de novembro de 2010


Ela é menina-criança
Ela é mulher-menina
Ela é criança-mulher
Assim meio criança madura
Assim meio mulher infantil
Como borboletas a voar
Batendo as asas e no tilintar
Uma canção e um violão
Enfeitando histórias rabiscadas com giz
Se perde entre conceitos e crenças
E coleciona traços em pensamentos
Ela é pedra e rocha
Nome e Sobrenome
Criança madura que lapida
Todos os dias seu mundo
Com o que há de bom e de ruim
Pois mesmo no que há de ruim
Há FORÇA, LUZ e ENERGIA
Sendo sempre imagem resiliente e redundante
Refletida no espelho de si por dentro e por fora
É sorrir, viver, colorir
Dias e vidas porque não é tão difícil
Quando se tem asas e sonhos pra dar.!!!!!!




9 comentários:

  1. ' Muito bonito o poema. E a foto também .
    Beijos.

    http://gerandodiasmelhores.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Amanda obrigada Flor!
    Volte sempre
    beijokas

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pelo comentário e por me seguir tbm!
    bjos

    ResponderExcluir
  4. Muito legal... tanto as palavras como as fotos!

    Keria que lesse minha ultima posatagem... acho q vais gostar.

    BeijO flor*-*
    http://evesimplesassim.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Obrigada pelos Comentários!
    beijokas :D

    ResponderExcluir
  6. Retribuindo a visita
    Muito show o BLOG
    POstagens otimas
    SUCESSO!!
    http://maniaderafa.blogspot.com
    Add no msn: rafinhadinga@hotmail.com ;)

    ResponderExcluir
  7. Simplesmente a tamires ...
    uma flor...
    te amoo

    ResponderExcluir